“Cultura é necessária para que não haja retrocesso no Brasil”, afirma prefeito Fernando Haddad

No dia 13 de abril, em comemoração ao Dia do Jovem, participaram da formação teórica do Programa Jovem Monitor/a Cultural (PJMC) o prefeito Fernando Haddad e o secretário municipal de cultura Nabil Bonduki. O encontro aconteceu no auditório da Fundação Nacional das Artes (Funarte), em São Paulo, e contou com apresentações musicais e poéticas dos/as monitores/as. A mediação ficou por conta de Ingrid Soares, ex-jovem monitora cultural e hoje gestora de redes do Centro Cultural da Juventude (CCJ). Entusiasmada,

Periferia em Movimento e Blog Mural dão formação em jornalismo comunitário para jovens monitores/as

Iniciando o eixo de Juventudes e Direito à Comunicação, o Programa Jovem Monitor Cultural (PJMC) desenvolvido pelo Instituto Pólis recebeu no dia 16 de março Thiago Borges, um dos criadores do site Periferia em Movimento, e Marina Lopes, correspondente do Blog Mural na Folha de S. Paulo. De manhã os/as jovens participaram de uma oficina de Introdução à Comunicação e Democratização da Mídia com o jornalista e assessor de comunicação do PJMC no Pólis, Leandro Fonseca. Os/as participantes também

Instituto Pólis é representado na última Cumbre Mundial Arte, Cultura e Paz

Hamilton Faria, poeta e coordenador de Cidadania Cultural do Instituto Pólis, foi um dos cinco brasileiros convidados a participar do evento internacional Cumbre Mundial Arte, Cultura e Paz. Realizado entre os dias 6 e 11 de abril em Bogotá, o evento alcançou milhares de pessoas: no último dia, foram contabilizados mais de 10 mil inscritos e 500 convidados internacionais. Sob a organização do Instituto Distrital de las Artes – Idartes, o objetivo do encontro foi reunir artistas e pensadores do

Saúde das mulheres negras e perfil da juventude brasileira são refletidos em formação

No dia 09 de março, dando continuidade à formação teórica do eixo de Políticas Públicas de Cultura, Juventudes e Território, os/as jovens monitores/as culturais do Programa Jovem Monitor/a Cultural (PJMC) desenvolvido pelo Instituto Pólis participaram de duas rodas de conversa sobre a construção da saúde da mulher e a participação política e acesso da juventude à cultura, lazer e meios de informação e comunicação. Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, as integrantes da Capulanas Cia. de Arte Negra,

Jovens monitores discutem racismo e genocídio da juventude negra

A Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, determina como crime a “discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. No entanto, o racismo e outras formas de discriminação ainda existem. Para abordar e discutir o assunto, participou da formação teórica do Programa Jovem Monitor (PJMC) no Instituto Pólis, no dia 02 de março, o educador popular Gerson Brandão, também articulador do Plano Juventude Viva, pesquisador do Instituto Pólis, membro do Koletivo Filhos do